A Tal Latência

13/03/2013 h - por Sasandro
A Tal LatênciaA Tal LatênciaA Tal Latência

Para capturamos um som para dentro do computador, precisamos de uma placa de som, onde a onda sonora em seu formato acústico vai ser convertida para o formato analógico(elétrico) e logo após convertida para o formato digital através de seu conversor A/D(analógico digital) para então nosso software de áudio poder manipular esse som. Até aqui temos a primeira parte do processo de conversões do áudio.
Porem logo após o som estar digitalizado em nossa DAW(digital áudio workstation, que pode ser o Protools, Cubase, logic ou Reaper), precisamos ouvir esse som para podermos trabalhar ,essa é a segunda parte de nosso processo de conversão chamado D/A(digital analógico)ou seja é  a monitoração(ouvir nas caixas de som) do áudio que esta sendo usado em nossa DAW. 
Resumindo  precisamos de um tempo para o sistema e os equipamento converterem o sinal acústico para analógico, o analógico para o digital, processar e manipular o áudio na DAW e novamente converter para analógico para que possamos ouvir em nossos monitores de referencia o que esta acontecendo com o áudio. Todo esse processo gera atrasos, ou seja, a nosso famosa latência e quando tocamos um instrumento, ouvimos alguns mile segundos depois, podendo ser impossível fazer a gravação.

Existe nas Placas de som um ajuste chamado “Bufer Size” ou “Latence” que encontramos nos softwares que acompanham as placas de som, esses softwares normalmente são chamados de console ou mixer da placa de som, ou seja quando instalamos o CD que vem com esses equipamentos estamos instalando esse software de gerenciamento e o Drive Asio(PC) ou AudioCore(MAC) para o sistema operacional e a DAW trabalharem com estabilidade e podermos gerenciar a latência.

Mas porque Gerenciar a latência, não seria melhor que as placas e seus drives já tivessem a menor latência possível?

-Não! Porque quando estamos usando uma latência baixa, exigimos muito do processamento e das memórias do computador, porem quando almentamos o valor da latência ou do bufer size sobra mais capacidade de procesamento da maquina.

Por isso quando estivermos gravando devemos estar com a latência o mais baixa possível, para podermos ouvir o áudio que estamos gravando em tempo real sem atrasos. Quanto estivermos no processo de mixagem e vamos precisar muito processamento para rodar vários pluguins, efeitos e instrumentos virtuais, devemos aumentar a latência a o maximo para liberar a maquina deste processamento desnecessário, até porque não vamos estar mais em processo de captação de áudio e não tendo assim a necessidade de se monitorar em tempo real.

Cada fabricante usa um tipo de software para gerenciar suas placas e nas configurações destes softwares vamos encontrar o ajuste de buffer size ou latence, mas também podemos alterar a latência na própria DAW conforme as dicas abaixo:

Protools:
Na barra de menu escolha:   - Setup / Playback Engine... -   e na opção -H/W Buffer Size- escolha o valor adequado para vc trabalhar.   

Logic:
Na barra de menu escolha:  - Preferences / Áudio -        e na aba  - Devices -  na opção  -I/O Buffer Size-  escolha o valor.

Reaper:
Na barra de menu escolha: -Option / Preferences-      e na  janela que abrir escola no menu da esquerda a opção -Audio / Devices- , marque a opção -request Block Size- e ajuste a latência a seu gosto.